segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Há mil milhões de pessoas com fome



Há mil milhões de pessoas com fome-->


Pela primeira vez na história da humanidade, o número de pessoas que sofrem de fome alcançou os mil milhões, ou seja, 15% da população mundial. Ouvimos bem – mil milhões de pessoas! São números revelados por um alto dirigente das Nações Unidas, na II Assembleia para África, do Sínodo dos Bispos.


São números violentos e chocantes. Mesmo para aqueles que sempre encolheram os ombros à pobreza, refugiando-se em frases como - “Sempre haverá pobres” .


Todos sabemos que a fome é o rosto mais visível da pobreza. Mas há muito que a pobreza e a miséria não se confinam a África ou à Ásia: A fome está ao nosso lado, a pobreza vive à nossa porta.


O trabalho desenvolvido pela Igreja Católica “ao lado dos pobres” é reconhecido internacionalmente, e em Portugal todos os dias surgem notícias sobre as mais diversas iniciativas, que vão desde refeitórios sociais a financiamentos destinados a ultrapassar situações de desemprego.


Todos pressentimos que a solução está nas acções concretas que implicam partilha e ajuda. No entanto, sabemos que todas estas iniciativas não serão suficientes.


Decididamente, não podemos continuar a viver a fantasia de um país rico e, de uma vez por todas, temos de ter a coragem de olhar com verdade para o que se passa ao nosso lado e actuar.


Partilhar tempo, dinheiro, competência, atenção e afecto com quem mais precisa.





Luta pela Erradicação da Pobreza

Jornadas Mundiais de Luta pela Erradicação da Pobreza

Iniciativas locais de Santa Maria da Feira!

Se eu, tu e ele quisermos o mundo poderá ser diferente...

Se COLABORARES com 1 kg de alimentos, 1.000 pessoas permitem obter 1 tonelada!

Visita a página http://www.rostosolidario.pt/web/web.htm

Visita o site http://www.rostosolidario.pt/

Há muita gente, aqui e mais além, que necessita do que nós esbanjamos e/ou estragamos...
Vamos dar as mãos e construamos um novo mundo, mais justo, mais fraterno, mais solidário!

A SOLIDARIEDADE é um GESTO DE AMOR!

video

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Quem encontra Cristo, tem de O anunciar

Tenho andado a ler as Actas do Congresso Missionário Nacional de 2008, que se realizaram em Fátima de 3 a 7 de Setembro de 2008, e que teve por tema: No encontro com Cristo Vivo, chamados e enviados para a Missão em Portugal e no Mundo e tendo por lema: Portugal, Vive a Missão, Rasga Horizontes.

É um livro muito bom para quem quer conhecer bem de perto “a vocação missionária da Igreja Local, o rosto missionário da comunidade paroquial e dos movimentos diocesanos”, uma vez que (…) a missão ad gentes e inter-gentes é o grande sonho da Igreja portuguesa”.

“O Apóstolo das Gentes (S. Paulo) recorda-nos a grande urgência da missão: Se eu anuncio o Evangelho, não é para mim motivo de glória, é antes uma obrigação que me foi imposta. Ai de mim, se eu não evangelizar! (1Cor9,16).

Assim, e por me ser impossível transmitir todo este espírito de missão que deve existir em toda e em cada pessoa baptizada, e dado que a actividade missionária é a página mais gloriosa da Igreja, constituindo um hino de louvor a Deus quer no passado como no presente e porque o missionário é a pessoa que vai até aos confins do mundo para ajudar e/ou levar a Boa Nova de Jesus Cristo, sinto-me no dever de aqui dar testemunho desta leitura.

Direi mesmo que não testemunho apenas a leitura destas Actas, mas também tenho presenciado e trabalhado com algumas Instituições Religiosas e verifico que o trabalho, desprendimento e serviço do missionário, bem como todo o dinamismo evangelizador tem a sua fonte em Deus e que tende a pôr os homens em contacto com Ele, à semelhança duma Madre Teresa de Calcutá. “Por dinheiro, nada faria, mas por Amor tudo faço”.

Ser Missionário é estar desocupado para si mesmo para se “ocupar” com os outros, ouvindo-os, aconselhando-os, dando um sorriso ou levando uma palavra amiga. Ser missionário é seguir Jesus Cristo que é o primeiro e maior evangelizador, mas identificar-se com o Espírito Santo que é o protagonista da evangelização. Ser Missionário é anunciar Jesus Cristo, é anunciar a ressurreição dos mortos e Cristo ressuscitado e vivo. É saber privar-se de tudo para se poder entregar totalmente a Cristo e aos outros para que o homem, nosso irmão, viva plenamente. É saber transformar a vida das pessoas: é saber construir a Justiça e a Paz através do Amor. È nunca envelhecer. É arrastar os cristãos que cederam ao cansaço ou até abandonaram a Igreja e, com o seu entusiasmo e fé profunda, trazê-los novamente ao Amor. É por isto que a Evangelização é uma questão de Amor: amor intenso, amor que dá vida, dando a vida.

Porém, quem quiser consultar os Dez grandes desafios para a Missão do nosso Tempo, desafios esses baseados neste Congresso Missionário de 2008, aqui deixo dois sites que podem e devem consultar:

e